2011-06-21

A rica experiência de fazer intercâmbio

Written by Renata Daglio
Rate this item
(0 votes)

Tudo começou com a vontade de fazer um intercambio, mas não tinha noção nenhuma por onde começar esta pesquisa e então fui ao Salão do Intercâmbio em São Paulo e conheci a instituição Voluntário Global que me proporcionava condições para realizar o intercâmbio, praticar o espanhol e o inglês, conhecer gente do mundo inteiro e lugares maravilhosos além da oportunidade de realizar trabalho voluntário. Foram quase dois meses me preparando, conhecendo, falando com outras pessoas que fizeram este trabalho e no dia 15 de maio embarquei com destino a Ezeiza (Buenos Aires). Quando cheguei, passei pela alfândega e sai do aeroporto que vi uma “plaquinha” com meu nome que era do taxi que iria me trazer até a casa de voluntários, foi uma sensação inexplicável. Quase 01 hora depois e por fim cheguei ao meu destino, “moro” na casa de voluntários, que é muito segura e confortável, já estavam morando aqui duas meninas de Noruega e duas de Inglaterra, mas com o tempo chegaram mais pessoas. Não tenho nada do que reclamar da casa, tem internet disponível, cozinha com um armário próprio para guardar suas coisas e é limpa três vezes por semana.

Para lavar roupa basta ir a uma lavanderia que é muito próxima daqui. Nas duas primeiras semanas estudava espanhol de manhã e trabalhava a tarde na parte de comunicação, meu trabalho era de atualizar os meios de comunicação do Voluntário Global, fazer análise de mercado para a vinda de novos brasileiros, parcerias e contatos com organizações do Brasil etc, (optei por trabalhar em comunicação por que é que o faço no Brasil, mas existem muitos outros programas que se pode trabalhar, como orfanatos, jardim de infância, aulas de computação e inglês, comedor, centro de saúde, entre outros). Nos tempos livres, saia para conhecer a cidade e os pontos turísticos com os amigos que fiz na casa e com os amigos que fazem voluntariado, mas não moram na casa de voluntários. Nas duas últimas semanas, somente trabalhava (a carga horária sempre foi de 04 horas por dia / 04 dias por semana) e então tive mais tempo para sair e conhecer outros projetos e mais pontos turísticos como Tigre, Puerto Madero, La Boca, San Telmo, Recoletta, Galeria Pacífico, Palermo entre outros. Passei por momentos divertidos, típicos de um estrangeiro, como não saber o nome de algumas coisas e ter que desenhar e fazer mimica para tentar explicar o que quer, cozinhar        (que era uma coisa que não sabia fazer no Brasil e aprendi aqui. Obs.: somente cozinhei macarrão e sopa ...rs) os outros dias comia nos restaurantes. Quanto as noites em Buenos Aires..... saia tanto para jantar quanto para ir a uma balada ou as aulas de tango argentino, como é formoso dançar tango, passos firmes e sensuais... Mas o melhor é que encontrei alguns restaurantes brasileiros e podia comer arroz e feijão, por que acredite aqui não se come, em Argentina no almoço e na janta vai encontrar pastas, pizzas e muito frango. As amizades foram tantas, que no final eu estava dando aulas de espanhol , e uma inglesa me dava aulas de inglês... assim praticava os dois idiomas.

Quando digo que conheci gente do mundo inteiro é verdade, conheci gente da Bolívia, Peru, Estados Unidos, Canadá, Inglaterra, Noruega, Paraguai, Alemanha, Irlanda.... tem muitos outros países, mas não vou listar aqui que vai só vou ficar falando disso... Uma coisa que gostei muito da Argentina é a cultura e os lugares arquitetônicos como as danças, feiras artesanais, roupas típicas, museus, Mafalda, alfajores.... ah quanta coisa.... 04 semanas é pouco para desfrutar de tudo. E ao contrário do que dizem, os argentinos recebem muito bem os brasileiros, eu só não podia falar de futebol...., mas somos muito bem recebidos aqui. E agora já está na hora de programar a volta ao Brasil, meu voo estava programado para 11 de junho , mas o vulcão do Chile não me quer deixar ir embora, acredito que tenha que ficar por mais alguns dias aqui, mas não tem problema nenhum, vou poder desfrutar mais um pouco desta experiência que está valendo muito pena.

Por isso, convido a todos os brasileiros a vivenciar este intercambio, porque não existem palavras para descrever o aprendizado, a mudança de vida e a evolução como pessoa que este tudo isso proporciona.... desejo aos que fiquem na casa, que aproveitem muito e aos que estão em seus países que tenham a oportunidade de viver estes momentos ..... Ao Voluntário Global só tenho que agradecer pelo auxílio em todos os momentos e parabenizar pelo trabalho maravilhoso que realizam pela incansável busca da igualdade social, e por promover o intercâmbio e mostrar para o mundo a cultura de vocês. Assim me despeço, agradecendo por tudo que vivi aqui e muito feliz pela oportunidade de ajudar a fazer deste mundo e a mim mesma uma pessoa muito melhor.....

Read 6839 times
Login to post comments

VOLUNTARIO GLOBAL

Voluntario Global helps local communities by being available to discuss anything that local organizations need, and offering ideas for further change and development.
Read more...

CONTACT

Location: General Pacheco. Buenos Aires. Argentina
Email: jfranco@voluntarioglobal.org

© Copyright 2016 luppino.com.ar